Tamanho texto:

-A A +A

Alto contraste:

  • White/Black
  • Padrão

Current Style: Padrão

Parceria entre o Posafro e o Programa de Residencia Vila Sul do Goethe-Institut

Cineasta indiana exibe filme no CEAO/UFBA
Em residência artística na Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia, Subasri Krishnan apresenta documentário que revive o massacre de Nellie, ocorrido na Índia em 1983

Temos o prazer de comunicar que o Posafro e o Goethe-Institut Salvador (ICBA) estão estabelecendo uma parceria em torno da presença em Salvador de cerca de 30 intelectuais e artistas de vários países, a metade deles de Africa, Asia e America latina que todo ano são selecionados por meio de um processo seletivo internacional para participar do Programa de Residencia Artistica Vila Sul durante dois meses. Trata-se de uma parceria que poderá em muito contribuir à internacionalização do Posafro, do CEAO e da UFBA em geral.
A primeira atividade resultado desta parceria será nesta sexta feira dia 14 as 16 hs no auditório Milton Santos do CEAO com a projeção do filme “What the Fields Remember” (2015). Após a sessão, Subasri Krishnan participa de um debate com os presentes, com tradução de mediador, sobre o filme e mais em geral o tema das relações inter-étnicas na Índia. No encerramento teremos um pequeno coquetel. O evento contará com a presença do diretor do Goethe-Institut Salvador Manfred Stoffl.
Com 52 minutos de duração, original em Bengali e inglês, legendado em inglês, o documentário “What the Fields Remember” revisita o massacre de Nellie, ocorrido no estado de Assam, na Índia, explorando as ideias de memória, violência e justiça através das narrativas de sobreviventes. Após a sessão, Subasri participa de um bate-papo com os presentes, com tradução de mediador.

Em 18 de fevereiro de 1983, durante seis horas, mais de 2 mil muçulmanos falantes de Bengali foram mortos na cidade de Nellie e suas aldeias vizinhas. As casas das pessoas foram queimadas e seus campos, destruídos. A maioria dos que morreram era de idosos, mulheres e crianças. Até o momento, o massacre de Nellie permanece à margem da história pública da Índia e é praticamente eliminado da memória coletiva da nação.

O filme, já exibido em importantes festivais internacionais de cinema, adentra este acontecimento três décadas depois do ocorrido. Dos sobreviventes, Sirajuddin Ahmed e Abdul Khayer recontam o evento e expressam suas angústias com a perda e as memórias que se recusam a desaparecer. O documentário tenta entender como os espaços físicos que testemunharam os fatos continuam a marcar o relacionamento das pessoas com a história e a memória. Também suscita questões em torno da memória coletiva: do que escolhemos lembrar e por que escolhemos esquecer.

Subasri Krishnan, além de cineasta, encabeça o Media Lab do Indian Institute for Human Settlement (IIHS), instituição educativa que lida com temáticas urbanas, onde leciona e faz a curadoria do festival Urban Lens. Seus filmes lidam com política contemporânea. O primeiro deles, “Brave New Medium”, trata de censura à internet no Sudeste Asiático. “This or That Particular Person” se volta para a noção de documentos de identidade oficiais e recebeu o prêmio de Melhor Curta Documentário no Festival Internacional de Curtas e Documentários de Kersala (IDKSFFK), em 2013. Ela também é diretora da edição de 2017 do festival de cinema da International Association of Women in Radio and Television (IAWRT).

VILA SUL – Oficialmente inaugurado em novembro de 2016, o Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia é o terceiro no âmbito geral das 159 unidades do Goethe-Institut existentes no planeta, e primeiro e único da rede no “sul global”, abaixo da Linha do Equador. Sua proposta é de fortalecer interlocuções entre o Brasil e demais países do hemisfério Sul a partir da presença de artistas de todo o mundo. A vinda dos residentes se baseia no seu interesse genuíno em questionamentos que abordem perspectivas do tema ou que promovam o diálogo entre países deste hemisfério. Além de vivenciar a cidade e o estado, os visitantes têm contato com produções e agentes culturais locais, num intercâmbio de referências, experiências e conhecimentos. Entre 2016 e 2017, 27 artistas e agentes culturais já experimentaram esta oportunidade. Atualmente, entre junho e julho, mais quatro residentes estão hospedados: além de Subasri, participam o coreógrafo norte-americano Adam Kinner, radicado no Canadá; o artista gráfico alemão Gunther Schumann; e o arquiteto e curador egípcio Mohamed Elshahed.

SERVIÇO
“What the Fields Remember” (2015), de Subasri Krishnan (Índia)
52 min. Bengali e inglês, com legenda em inglês.
Quando: 14 de julho (sexta-feira), 16h
Onde: Auditório Milton Santos do CEAO/UFBA (Praça Inocêncio Galvão, 42, Largo Dois de Julho)
Quanto: Gratuito
Site: www.goethe.de/bahia
Facebook: www.facebook.com/goethe.bahia | Instagram: @goethe.bahia